A magia de Bali

Olá a todos,

O post de hoje é sobre uma cidade que faz parte do nosso imaginário de viagens a fazer!

É uma pequena ilha na Indónesia que já ganhou o seu prestígio pelas paisagens verdejantes e de cortar a respiração, pelo surf, pelo tempo sempre quente, pelas suas praias encantadoras, pelos templos hindus, pela meditação, pela gastronomia ou até pelos famosos pores-do-sol… razões para cá vir não faltam!

Por 24 horas, tive oportunidade de passear pela ilha. O hotel que ficámos localizava-se em Ubud e o dia começou bem cedo porque havia muitos lugares que não queria deixar de explorar. Alugámos uma companhia de excursões através do hotel e levaram-nos por onde gostaríamos de passar.

O dia começou pela visita a uma das mais lindas cascatas de Bali. A viagem demorou-nos apenas meia hora de caminho entre Ubud e a capital de Dempassar. O bilhete podes comprar à entrada e custa menos de um dólar. Andando em direção à cascata vais encontrar inúmeras tendas de venda com souvenirs e artigos de interesse concebidos em Bali, tendas com snacks e bebidas refrescantes e restaurantes com pratos locais . Por mais uns minutos de caminhada eis que surge a linda e maravilhosa cascata Tegenungan. Aqui vais poder caminhar até praticamente ao topo e vivênciar a natureza no seu estado mais puro.

Pelos terrenos vulcânicos, clima, relevo e abundância de chuvas transformam Bali num lugar perfeito para campos de arroz. Localiza-se a 20 minutos apenas de Ubud e assim decidimos fazer uma caminhada pelo mais visitado campo de arroz – Tegalalang. A caminhada foi de várias horas debaixo de um sol e calor abrasadores! Já no final ainda tivemos a benção de uma chuva tropical! Existe um outro campo de arroz chamado Jatiluwih (que é bem maior e menos turístico) mas fica um pouco mais longe de Ubud. A visita é gratuita se não quiseres ter um guia turístico durante a tua visita!

Por fim, o dia terminou em grande no tempo de Uluwatu (templo hindu do mar)- Constitui um dos seis santuários do mundo mais importantes para os hindus. Está localizado numa falésia com 70 metros de altura, que se projeta sobre o mar! Este local é bem conhecido pelos seus macacos que roubam os pertences dos visitantes e devolvem-nos em troca de fruta. Há quem diga que estes macacos são treinados para roubar. Não é permitido a entrada com as pernas à mostra mas à entrada são facultadas sarong (lenços) para o efeito.

Este templo é mesmo lindo mas o mais impressionante é o pôr-do-sol. Acompanhado por esta altura do dia acontece então o Kecak e a dança do fogo que é realizado no alto do templo. Aqui faz-se várias peças de teatro com danças com fogo, cantos e representação da cultura de Bali. Comprar o bilhete para o show pode ser complicado por estar sempre imensa gente para assistir e pode custar até 100,000 rupias.

Espero que gostem!

Beijinhos e abraços!

 

 

 

 

Gostaste? Partilha!
Publicação anteriorUm dia na "Cidade Bege"

Comentários

Deixa o teu comentário